João Pessoa Fashion Week

Essa semana que passou, aconteceu aqui em João Pessoa o JPFW. Muito animada, me cadastrei pra cobrir o evento que anunciaram como o “Maior Evento de Moda da Paraíba”.

Me inscrevi para a oficina de Fotografia de Moda com Lucas Freitas. A oficina em si foi muito boa, Lucas é muito determinado ao dizer que é apenas Fotógrafo de Moda e nada mais. Nos mostrou alguns dos seus trabalhos, nos ensinou truques no photoshop e até produziu uma foto com uma modelo. Nós fomos autorizados à fotografar também e experimentar vários ângulos da fotografia.

minha foto

Achei bem interessante ele dizer que as fotografias dele saem da câmera sempre sem empolgação nenhuma, segundo ele, todo o encanto de suas fotos é feito na pós produção. Isso é bem visível em suas fotos mas não tira o seu mérito como fotógrafo não. Ele sabe posicionar uma modelo  e como poucos, sabe brincar com as cores na fotografia.

Foto: Lucas Freitas

A oficina ocorreu no primeiro dia de JPFW (que não teve nada de Week) e a organização deixou muito a desejar. O evento aconteceu na Estação Ciência, espaço espetacular que dispõe de salas multimídia, sala de cinema, auditório etc. Fiquei supresa quando cheguei na oficina e colocaram várias cadeiras e um datashow no espaço de circulação. Ao lado funcionava o camarim das modelos e do outro a sala de produção, ambas separadas por uma parede móvel que btw estava sendo pintada  enquanto que a oficina acontecia. O barulho era irritante e não disponibilizaram um microfone para Lucas, não vou citar os 50 minutos de atraso porque não conseguiam escurecer o local para que ficasse visível a imagem do datashow.

Mais tarde, nos desfiles, mais surpresas desagradáveis.  A passarela! Utilizaram do prédio circular para fazer uma passarela. Quem tava no final não conseguia ver o começo do desfile nem muito menos qual a marca que iria desfilar porque simplesmente penduraram um banner da marca lá no final. Um telão improvisado no meio da passarela passava todos os vídeos de patrocinadores mas não tiveram o trabalho de produzir um vídeo para anunciar a marca que iria desfilar para os muitos que estavam sentados ao final.Preciso comentar da luz azul? Gente, sério. Os fotógrafos amontoados em um espaço minúsculo agradeceram. Organizaram o público para sentar em forma de arquibancada e esqueceram que haveriam desfiles de calçados. O desfile da Capodarte pra quem tava lá atrás foi de vários maiôs pretos com algumas alças de bolsas passeando. Não tive nenhum prazer em ir prestigiar os outros dias, ainda fui no último pra dá uma chance a mais ao evento, sem sucesso. Me restou prestigiar os filmes que seriam exibidos,  como “A edição de Setembro” que para a minha não surpresa, foi cancelado, assim como os outros filmes. Por que?

Em cada dia desfilaram 3 marcas e a cada fim de desfile o público tinha que se retirar da sala pois a senha dava direito a assistir apenas o desfile daquela determinada marca, o que é estranho pois isso só funciona no SPFW e eventos mais disputados. Mas enfim, o que marcou mesmo essa troca de “públicos” foi o dono da marca seguinte tomar o microfone e mandar grosseiramente o pessoal do desfile anterior a sair da sala, o que gerou um IXIIII coletivo! hahaha

Luz de Boate :P

Não quero jamais diminuir o trabalho dos profissonais envolvidos, eles deram espaço aos estudantes de Moda da Unipê e isso é bem raro. Reconheço o desafio que é organizar um evento como esse mas vejo que em uma cidade onde existem cursos de Moda, esses tipos de erros não deveriam acontecer, erros primários. Acredito também que fechar uma única agência de modelos como apoiadora do evento não é uma coisa legal a se fazer, era preciso selecionar as melhores modelos, é pra isso que um casting serve. A Paraíba tem modelos lindas, que desfilam muito bem mas onde a maioria delas estavam? No Moda Recife, evento que tem mais força, mais visibilidade e que acontece todos os anos.  Agendaram o JPFW no mesmo dia do Moda Recife. Na verdade o maior erro do evento foi o local escolhido, a Estação Ciência é linda, tem uma estrutura espetácular mas não pra desfiles “bate e volta”. A arquitetura do prédio não proporciona isso.Pra mim, o melhor desfile foi do CTV que aconteceu no terraço panorâmico, modelos passeavam pelos convidados, com vestidos fluídos que foram favorecidos pelo vento que lá em cima faz. Todas elas entraram ao mesmo tempo para a surpresa de todo mundo.

Desfile CVT – Estação da Moda

Esse foi o primeiro JPFW e claro, não está nem perto de ser perfeito. O próprio SPFW, antigo Phytoervas Fashion, começou assim, pequeno e com muitos erros. Olha só a galera sentada no chão e o produtor lá atrás colocando a cabeça pra autorizar a entrada das modelos.

Vamo seguir em frente e transformar um dia o JPFW no “Maior Evento de Moda da Paraíba”. Até porque o Boulevard Fashion Days foi mais massa hein! hehehe :P

Anúncios
Publicado em: Moda

2 comentários sobre “João Pessoa Fashion Week

  1. Débora Raysa disse:

    Esse post ta perfeito. falou tudo. Acho a mesma coisa que você e espero realmente que um dia der certo esse evento aqui. E que seja um evento pra colocar a moda em primeiro lugar e não somente para a ostentação de alguns.. adorei o espaço que deram para nós estudantes, deu pra aprender muito mesmo , e deu pra aprender mais com os erros dos outros. haha infelizmente e felizmente ao mesmo tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s