Saudosa Terra Natal

Quem sai de uma cidade como Campina, só tem dois caminhos a percorrer: saudade ou repúdio. Me encaixo na primeira categoria, óbvio. Carrego na minha certidão de nascimento, no meu diploma e no meu sotaque o nome dessa cidade e voltar lá sempre é revigorante. Lá eu cresci, desenvolvi, construí um dos principais projetos da minha vida, foi minha base, minha família está lá. Meus amigos. Certo, eu sou daquelas pessoas que não para quieta numa cidade, não sossega e vive de casa em casa, pra lá e pra cá. Mas o bom filho a casa torna (nem que seja pra visitar, pra tomar um ar). Nossa cultura e essência só muda quando a gente é muito fraco, quando se deixa levar por qualquer experiência nova e faltando maturidade a gente acaba fazendo merda. Digo isso porque já fiz demais. Quem não lembra da rebecca recém chegada do Canadá, chata pra cacete, onde  de tudo reclamava? “ah, nada funciona aqui, no canadá era melhor” “ah, povo mal educado” “que calor” “mimimi” Todo mundo tem sua fase aborrecente,  sair de casa pela primeira vez e descobrir num lugar novo que tudo o que você mais queria encontra-se nesse lugar BUM! O ser humano é capaz de esquecer todo seu passado em troca de sensações. No meu caso, graças a Deus, antes de ir pra lá eu tinha uma matricula e um curso universitário pra fazer o que me impediu de ficar lá pra sempre e Deus sabe mais que tipo de troço eu poderia fazer pra detonar minha vida.

Escutei uma frase esses dias de um campinense nato que ficou martelando na minha cabeça durante muito tempo: “quando fui à Campina parece que ela não fazia mais parte de mim, as pessoas, os lugares…(cara de nojo)! Ali não é o meu lugar” Só faltou o sotaque carioca, que imitava tragicamente quando o álcool subia a cabeça. Eu olhei assim…. HAHAHAHAHAHAHAHHAHA Me lembrou aquela cena de Lisbela o Prisioneiro

Sou daqui meixmoooo

Agora isso, o cidadão abre a boca pra dizer, hoje, numa situação lamentável de organização pessoal (não me perguntem o que é isso) IMAGINA NA COPA.

É só isso que tenho a dizer, Campina eu te amo, eu consigo viver longe de você, mas sem você não dá!

Muak!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s